Poucos destinos podem oferecer o que o turismo cubano tem

0
240

Da beleza suprema de sua natureza à inegável tranquilidade de seus cidadãos, das garantias de segurança sanitária à valiosa riqueza cultural, todos eles atravessados pelo caráter hospitaleiro de seu povo, Cuba é dona de uma maravilhosa comunhão de bondade que não passa despercebida pelo visitante.

Além de todas as adversidades, incluindo os reveses constantemente fabricados pelos inimigos do país, a Ilha maior das Antilhas oferece possibilidades de recreação e descanso completos que, no mundo convulsivo em que vivemos hoje, não são fáceis de encontrar juntos.

Estas são as essências do turismo cubano que temos que defender, mesmo «diante da intensificação do bloqueio, da agressão da mídia imperial e nas redes sociais, dos efeitos da Covid-19, e agora do conflito europeu». Esta foi a avaliação do primeiro-secretário do Comitê Central do Partido e presidente da República, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, na segunda-feira, 21 de março, presidindo o balanço anual do ministério do Turismo.

Nós, disse o presidente, «somos um país com estabilidade política, com segurança, com tranquilidade cidadã, com segurança epidemiológica, e estas são realidades que temos que fortalecer», ressaltou, enquanto refletia sobre não parar a melhoria do setor em termos de modernização da infraestrutura, diversificação das ofertas, aumento da qualidade dos serviços e aplicação útil da inovação e criatividade de seus trabalhadores, a fim de elevar o prestígio que sustenta a autenticidade, beleza e calor humano».

«Poucos destinos no mundo hoje podem oferecer o que Cuba coloca à disposição do turismo», disse.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here