Destino dos Famosos: Havana, a estilosa e vintage capital cubana

0
835

 Madonna, Rihanna e Luiza Brunet em Havana, a capital de Cuba Foto  : Reprodução/Twitter 23.02.2023

As cantoras Madonna e Rihanna, e a ex-modelo brasileira Luiza Brunet, já aproveitaram as riquezas históricas da capital cubana

Havana, a capital de Cuba , é um dos melhores destinos para quem busca uma experiência imersiva na cultura local, uma vez que o país tem uma estrutura muito diferente da maioria do Ocidente, que vive sob o regime capitalista.

Socialista, Cuba não se apoia em uma sociedade que tem o capital e a concentração de renda como uma de suas principais premissas. Sendo assim, ao visitar o país, esqueça comodidades básicas que existem no Brasil como internet fácil no celular, fast foods, carros do ano e marcas de grife.

Em contrapartida, o visitante terá a oportunidade de experenciar um modo de vida com pouco apego a itens materiais, mergulhar em uma rica história popular e de luta, admirar um verdadeiro desfile de carros antigos, compreender o que é um povo que preza pela tradição, aproveitar ótimos ritmos musicais caribenhos, além do amor nacional dos cubanos aos charutos e ao beisebol.

Os preconceitos sobre o país e sua capital, Havana, não deixam que turistas percam a oportunidade de visitar o país caribenho todos os anos. Incluindo os famosos. A cantora Madonna, por exemplo, escolheu o país insular para comemorar seus 58 anos.

Outra cantora, Rihanna, esteve no país a trabalho, mas não deixou de caminhar pelas ruas de Havana, o que causou um superalvoroço entre os locais. Já a brasileira Luiza Brunet aproveitou a estadia no país latino e visitou uma tradicional fábrica de charutos.

O que fazer em Havana?

Programas de turismo cultural retomam em Cuba - Prensa Latina

Foto de Fachada De Edifícios Em Havana Velha Cuba e mais fotos de stock de  América Latina - América Latina, Andar, Antigo - iStock

Havana é marcada por diversos pontos turísticos e o visitante terá um dia cheio caminhando pelas ruas da capital cubana. A região de Habana Vieja, a cidade antiga de Havana que foi declarada Patrimônio Mundial em 1982, é cercada de história e um charme muito singular de uma cidade marcada pelo tempo.

Edificio con la silueta del CheEdifício com a silhueta do Che na Praça da Revolução Plaza de la Revolución - Wikipedia, la enciclopedia libre

Monumento Comemorativo José Martí

A Plaza de La Revolución é um dos pontos mais importantes para respirar a história de Havana. O município que leva o nome da praça ainda abarca o mar no Malecón e o distrito de Vedado. Na praça ainda há murais de fotos de Che Guevara e Camilo Cienfuegos, famosos revolucionários de Cuba.

Em frente à praça o visitante pode aproveitar para conhecer o Memorial dedicado a José Martí, político considerado um herói nacional por sua participação na libertação de Cuba da Espanha . Há uma grande estátua em mármore dedicada a Martí, além de um museu e um observatório com quase 130 m de altura – o ponto mais alto de Havana – que oferece uma vista panorâmica da cidade.

book sellers at Arms Square in old havana © Cuba Absolutely, 2014

Outra praça importante da cidade é a Plaza de Armas. Ela foi a primeira a ser construída, logo após a fundação de Havana. Ela é conhecida por concentrar brechós de livros e LPs, além de muitas árvores, o que a torna um ótimo espaço para o descanso do fim de tarde.

Alguns artistas também costumam se apresentar por lá. Nesta praça ainda está localizada a antiga casa dos capitães espanhóis, um edifício aberto à visitação.

A Plaza Vieja (antigamente conhecida como Plaza Nueva) é mais uma praça que é parada obrigatória durante a visita à Havana. Ela possui edifícios antigos lindos, que rendem fotos memoráveis e típicas de Cuba, além de bares e restaurantes charmosos.

Nas construções ao redor, o turista irá encontrar diferentes estilos arquitetônicos que o farão ter a sensação de ter voltado no tempo, além de uma linda fonte construída em mármore que fica localizada no centro da praça.

Aproveitando a passagem por Havana, o turista pode conhecer ainda a Câmara Escura. A versão gigante do dispositivo óptico, com 1.8 metro de diâmetro, é uma das atrações mais visitadas de Havana e fica localizada no alto de um dos prédios na Plaza Vieja. Com ela é possível observar os principais pontos turísticos da cidade.

No local também há um telescópio de 38 metros de comprimento que os visitantes conseguem enxergar mais de 5 km em um dia claro.

O Capitólio Nacional, no centro de Havana, é considerada a construção mais imponente da capital cubana, e se assemelha bastante com a versão norte-americana, em Washington , contudo, a caribenha é ainda maior. O prédio já foi a sede do governo de Cuba e hoje funciona como Biblioteca Nacional e Academia Cubana de Ciências.

Outra construção que chama a atenção na capital é o Gran Teatro de La Habana. A casa do Balé Nacional de Cuba é palco das principais apresentações da modalidade em Havana, além de exibir espetáculos de ópera e exposições em suas salas. Tanto o exterior quanto o interior do teatro chamam a atenção pela sua imponência, esculturas, mármores, vidraçarias e beleza ímpares.

Estendendo as atividades culturais, o Cabaré Parisién é outra pedida para quem quer explorar a noite de Havana. Abrigado no Hotel Nacional, os shows ocorrem todas as noites e a atração é uma boa opção para quem busca um divertimento com preço acessível. Já para quem procura por um cabaré mais sofisticado, e está disposto a pagar um pouco mais, vale visitar o Tropicana.

Sua fama se dá desde sua inauguração, em 1939, o que o tornou uma referência da cultura cubana. É conhecido como o “paraíso sob as estrelas” e as suas dançarinas são chamadas de “Las Diosas de Carne”.

Visitar Havana também é ter a oportunidade de mergulhar no mar caribenho. As Playas del Este são as mais visitadas e entre elas está a Santa María del Mar, com a maior ocupação de hotéis, e por isso mais frequentada pelos turistas.

A Guanabo, que leva o nome de um pequeno povoado no final da região das Playas del Este, é mais frequentada pelos moradores, e com isso fornece ao visitante uma experiência mais imersiva na vida cotidiada de Havana.

Outra praia que pode ser visitada é Tarará, trecho das Playas del Este ideal para quem quer mergulhar e observar espécies marinhas. A Boca Ciega também é outra opção, mas é mais direcionada para quem quer admirar a beleza das águas, que são cristalinas. O mar e a areia de lá costumam ser mais sujos que nas outras opções da faixa das Playas del Este.

Um das paixões nacionais de Havana, os charutos fazem parte da história e da cultura cubana, e visitar uma fábrica onde eles são produzidos é um dos passeios que merecem estar no roteiro de viagem.

A Fábrica de Tabacos Patargás é a mais conhecida da capital cubana e é aberta à visitação. Depois de conhecer a fábrica também vale visitar uma das unidades da tradicional sorveteria cubana Coppelia, outra paixão entre os cubanos.

Dicas importantes para visitar Havana

Havana é um destino que exige visto, então é importante se programar para não ser barrado na imigração do país. Contudo, diferente de outros vistos, o cubano tem tramitação simples e não costuma ser reprovado, bastando apresentar documentos e pagar pelo cartão de turista no Consulado, agências de viagens cadastradas pelo governo cubano ou pela Copa Airlines.

O seguro viagem é outro item obrigatório para visitar Cuba, assim como a vacinação contra febre amarela a pelo menos 10 dias antes da viagem. É necessário apresentar o Certificado Internacional de Vacinação, comprovando a imunização.

Sobre dinheiro, Cuba já teve duas moedas oficiais em circulação ao mesmo tempo, o CUP (peso cubano) e o CUC (peso conversível). Contudo, desde 2021 elas foram unificadas e agora apenas a CUP está em circulação.

Durante a visita ao país, o ideal é levar o euro ou o dólar americano e canadense, que são aceitos e mais valorizados. Na cotação de 24 de fevereiro, R$ 1 equivalia a 4,61 CUPs.

Não é recomendado trocar dinheiro na rua,

Trocar no aeroporto, em bancos, hotéis ou casas de câmbio é o mais indicado.

 

Fonte: IG Turismo