Domingo Aéreo – como é o principal show aberto da aviação do Brasil

0
536

MD – Nem o forte sol e o calor insuportável espantaram os cerca de 60 mil visitantes que foram ontem acompanhar o Domingo Aéreo da Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga, no interior de São Paulo. E quem esteve lá curtiu todas as atrações e principalmente a apresentação da Esquadrilha da Fumaça, que é realmente impressionante.

O Melhores Destinos também marcou presença no principal evento aberto da aviação no Brasil e traz todas as informações sobre o que aconteceu nele – e como se programar para ir nos próximos.

Domingo Aéreo

O Domingo Aéreo – Portas Abertas é um evento que acontece em diversas bases aéreas do país, uma maneira de aproximar a população da Força Aérea Brasileira (FAB) com a apresentação de diferentes aeronaves e atividades, além de mostrar ao público um pouco do trabalho realizado pela FAB.

O show é gratuito e reúne sempre dezenas de milhares de pessoas a cada edição. Recentemente, no dia 3 de setembro, a Base Aérea de Brasília abriu seus portões para receber o evento. E no próximo dia 1º de outubro, o Domingo Aéreo vai acontecer no Campo de Marte, em São Paulo, e também na Base Aérea de Manaus.

Mesmo de graça, normalmente é preciso garantir o seu ingresso antecipadamente no site da Sympla. Confira aqui o calendário dos próximos eventos do Domingo Aéreo.

Domingo Aéreo da Academia da Força Aérea

O Domingo Aéreo da Academia da Força Aérea (AFA) é um dos mais tradicionais do país, justamente na sede do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) – mais conhecida como a Esquadrilha da Fumaça.

Normalmente o show aéreo é realizado com aviões militares e privados, mas dessa vez em Pirassununga ele contou também com os aviões comerciais da Azul e da Gol por um nobre motivo: o evento foi em comemoração aos 150 anos de Santos Dumont, e os dois aviões que marcaram presença são justamente os que homenageiam o pai da aviação.

Tive a oportunidade de chegar a Pirassununga justamente no Embraer 195-E2 da Azul, no voo 150 que partiu do Aeroporto de Viracopos, em Campinas. E, na chegada, já deu para ver a enorme fila de carros na estrada e também a multidão de pessoas que aguardavam o pouso do avião e a apresentação de outros shows. Realmente é muita gente – 60 mil pessoas garantiram seus ingressos, o que, particularmente, achei um exagero (havia filas e mais filas para quase tudo).

Para ver melhor o show no céu, muita gente fica coladinha na grade

Das 9h até as 17h, praticamente todo tempo tinha algum avião no ar. Teve voo do novo caça da FAB, o F-39 Gripen, e também de outros caças (A-1, A-4 Skyhawk e F-5M), da aeronave T6, do T-27M Tucano, de dirigível (também alusivo a Santos Dumont), de aeromodelos, da Esquadrilha Fox e, claro, da Esquadrilha da Fumaça, além de muitas outras aeronaves e apresentações diversas como paraquedismo.

O show da Esquadrilha da Fumaça é sem dúvida o ponto alto do evento, com acrobacias que parecem ser impossíveis de serem realizadas e pinturas no céu. Para a alegria do público, o Domingo Aéreo de Pirassununga ainda reservou um ponto alto: o voo rasante dos pequenos aviões da Esquadrilha com as aeronaves da Azul e da Gol. Seja no celular ou com uma câmera, o público aproveitou para fazer belas imagens.

No céu e no solo

Além das apresentações no céu, o Domingo Aéreo reservou também muitas atividades em solo. Os aviões que voaram ficaram a maior parte no chão para o público apreciar de pertinho. Os presentes também podiam subir em algumas aeronaves, tirar fotos e até entrar no enorme avião de transporte militar Embraer C-390 Millennium – mas era preciso aguardar muitos minutos na fila para ficar poucos segundos lá dentro.

Quem foi ao evento também teve a chance de levar alguma lembrancinha para casa, nas várias lojas espalhadas na sede da Academia da Força Aérea. A mais requisitada era a da Esquadrilha da Fumaça, com diversos produtos à disposição (um chaveiro custava a partir de R$ 20 e o boné a partir de R$ 35).

Havia também brincadeiras para as crianças (a partir de R$ 10) e muitas barracas de comida e bebida, quase todas com filas e com preços variáveis (água a R$ 5, salgados por R$ 8 e lanches a partir de R$ 15, por exemplo).

Vale a pena ir ao Domingo Aéreo?

Sem dúvidas nenhuma o Domingo Aéreo é um evento que vai agradar desde os pequenos até os mais velhos, e nem precisa ser um super apaixonado por aviões para curtir o que ele oferece. Para mim, só a apresentação da Esquadrilha da Fumaça já valeria o ingresso (se ele fosse pago, o que não é caso).

Falando particularmente sobre o Domingo Aéreo de Pirassununga, que não deve ser muito diferente de outras cidades, ele é um evento que reúne milhares de pessoas (60 mil no caso), o que pode ser ruim em diversos momentos. Como havia poucos lugares para se sentar, vi muita gente sentada no chão mesmo, de crianças a idosos. Alguns, com toalhas de praia e cangas, estavam até deitados nos três galpões do local (os poucos lugares com sombra).

Muitas pessoas levaram suas próprias cadeiras de praia/camping e também bebidas/comidas de casa, algo que realmente fez a diferença. As barracas de alimentação, no geral, estavam com muitas filas, e para pegar apenas uma garrafinha de água era preciso quase sempre esperar bastante tempo sob um forte sol.

Tirando esse fato, acredito que é um evento familiar que vale a pena ir, caso você tenha tempo e disposição para ficar muito tempo em pé – ou, então, vale a pena ver a programação do Domingo Aéreo antes para acompanhar apenas aquilo que mais te interessa.