Vai viajar? Confira cinco tendências trazidas para o setor de turismo pela pandemia do coronavírus

0
409
Couple with backpacks moving down grass along mountain

Segurança e prevenção à saúde, destinos alternativos e inclusivos, como petfriendly e com acessibilidade, são as principais tendências para 2022

Camila Agner Corazza

Todo mundo sabe que a pandemia mudou o jeito como vivemos, relacionamos, trabalhamos, consumimos e também como viajamos. O setor de turismo, especialmente, teve que se reinventar durante esse tempo e agora, dois anos depois do primeiro lockdown, com mais de 81% da população brasileira completamente vacinada, o que soma mais de 157 milhões de pessoas, é possível começar a planejar novas viagens.

No Brasil, o turismo sofreu perda de mais de R$ 470 bilhões durante a pandemia. Entretanto, após o início da vacinação, o setor no país está alinhado com as tendências mundiais, que dizem respeito aos novos hábitos adquiridos durante esse tempo, sendo esses mais conscientes, principalmente em relação aos animais e ao meio ambiente.

Também é importante lembrar que os protocolos de segurança que devem ser mantidos, pois apesar da vacinação, a pandemia ainda não acabou. Segundo o Ministério do Turismo, que lançou a edição 2022 da revista Tendências do Turismo em formato eletrônico, essa é uma das principais preocupações de quem está pensando em viajar. A procura por destinos alternativos ou ecoturismo é outra tendência que merece destaque, pois ganhou mais força durante a pandemia de Covid-19 e promete continuar crescendo.

O blog Viagens no Brasil destacou cinco tendências para o turismo em 2022, que com certeza vão ajudar na organização e planejamento de quem está pensando em viajar.

Cuidados e prevenção em primeiro lugar

Medidas de prevenção e higiene com certeza são as principais mudanças trazidas pela pandemia do coronavírus. Cada vez mais os consumidores estão atentos às questões de segurança à saúde. “A implementação desses cuidados por parte dos prestadores de serviço é, com certeza, um fator determinante para influenciar a decisão dos viajantes”, afirma a equipe de organização do site Viagens no Brasil.

A bordo da própria casa

Que tal viajar e levar sua casa junto? Também chamado de turismo rodoviário (ou motorhome), o Caravanismo é uma das principais tendências para o setor turístico brasileiro em 2022. Com a pandemia, as pessoas buscaram novas formas de viajar. Poder fazer isso pelo país a bordo de sua própria casa foi uma alternativa que tem ganhado cada vez mais adeptos e promete continuar crescendo durante o ano.

Contato com a natureza

Outra tendência incentivada pela pandemia é a procura por lugares alternativos. Fugir de destinados já consolidados é um incentivo ao ecoturismo, que vem criando cada vez mais adeptos. Muitos podem oferecer uma série de atividades relacionadas ao turismo de aventura, como trilhas e cicloturismo. “O tempo que precisamos ficar isolados em casa foi desesperador para todo mundo, por isso os viajantes têm buscado novas experiências, principalmente contato com a natureza onde possam ter a sensação de liberdade. O ecoturismo tem suprido essa necessidade por inovarem no que oferecem”, explicam os organizadores do site.

Pensado para todos (as)

Pensar em um ambiente inclusivo é essencial. O debate da pauta é necessário e vem ganhado cada vez mais espaço. Sejam ambientes petfriendly, voltados para as diferentes gerações, como millenials e boomers, com alimentação vegana/vegetariana, receptiva à comunidade LGBTQIA+ e com acessibilidade são tendências para a vida em sociedade para o período pós-pandemia. Além disso, depois do período de isolamento, todo mundo está em busca de conexão e socialização, seja com a família, amigos ou novas pessoas. “As pessoas querem ser aceitas e hoje podem publicar em suas redes sociais quando são ou não bem tratadas. Quem oferecer um ambiente agradável com certeza tem muito a ganhar nessa retomada econômica”, garante a organização do Viagens no Brasil.

Faz um PIX

Com a pandemia, as redes sociais tornaram-se a principal forma de comunicação e entretenimento. Mas também de vendas e de se conectar com clientes. O uso do Pix é um ótimo exemplo. A modalidade já conta com mais de 115 milhões de adeptos e já efetuou mais de R$623 bilhões em transações. O uso de criptomoedas também é uma das tendências de destaque para o ano, pois muitos turistas preferem não levar dinheiro vivo em suas viagens.

Aos empreendedores do setor, uma dica preciosa é ser flexível. Imprevistos acontecem e ter a segurança de poder remarcar a viagem é importante para conquistar os turistas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here