Linha aérea venezuelana aumentará os voos semanais para Cuba

0
359
Havana (Prensa Latina) A companhia aérea venezuelana Conviasa aumentará seus voos semanais para Cuba para 10 a partir do dia 15 deste mês, como parte da expansão de suas conexões internacionais, anunciou aqui seu representante Vicente Naranjo.

Falando à agência de notícias Prensa Latina, o diretor da companhia aérea anunciou que ligará Havana a Las Piedras, uma zona livre em Paraguaná, no estado venezuelano de Falcón, um lugar muito atraente para o turismo recreativo e as compras, particularmente para a grande população cubana naquele país.

Naranjo lembrou que Conviasa é uma empresa estatal que opera em Cuba há mais de 17 anos, começando com quatro frequências entre Havana e Caracas e um número igual ao da Nicarágua, bem como voos de colaboração como parte das estreitas relações bilaterais.

Também pretende conectar a capital cubana com o Panamá num futuro próximo, como já faz com Manágua.

Como um consórcio aeronáutico, a Conviasa fabrica peças, componentes e pequenas aeronaves, e fornece consultoria técnica e jurídica em operações de comércio exterior e serviços de transporte internacional de carga, bem como voos privados e personalizados para empresas privadas, e manutenção para terceiros com pessoal altamente qualificado.

Naranjo anunciou que com o Irã eles aumentarão as capacidades tecnológicas das grandes aeronaves, receberão conselhos no setor ferroviário e subterrâneo e reativarão a fábrica de automóveis, todas consideradas prioritárias devido ao bloqueio econômico ao qual seu país está sujeito pelos Estados Unidos.

Entre as expectativas, ele mencionou a expansão do transporte aéreo de carga dos destinos para os quais voam: Rússia, China, Espanha, Bolívia, Argentina, República Dominicana, Chile, Equador, México, Panamá, Irã, São Vicente e Granadinas, com o objetivo de ligá-los para chegar ao mercado cubano, que exige muita mobilidade de carga e passageiros devido à sua posição geográfica.

Ele indicou que durante o resto do ano eles iniciarão voos para a Nigéria, Argélia e Qatar, enquanto novas perspectivas se abrem em Cuba, pois na recém-concluída Feira Internacional de Transporte e Logística eles trocaram com entidades nacionais como Aerovaradero e Cubana de Aviación interessadas em utilizar os serviços da Conviasa.

Ao falar sobre os pontos fortes da empresa, ele mencionou primeiramente seus recursos humanos, assim como a abrangência do mercado cubano de carga e passageiros.