11 vilarejos e cidadezinhas imperdíveis que não podem faltar na sua viagem pela Suíça

0
513

Melhores Destinos – A Suíça é um país repleto de belezas naturais. Os pastos verdejantes, as altas montanhas e as centenas de lagos são os pontos marcantes deste país no coração da Europa. Tenho passado muito tempo por aqui nos últimos meses e separei alguns destinos encantadores e incríveis que não podem faltar numa visita à Suíça. Deixei de lado as famosas cidades de Zurique, Lucerna, Basileia, Genebra e Lausanne e foquei a lista abaixo em pequenas cidades e vilarejos de no máximo 35 mil habitantes, alguns deles têm menos de 2 mil, acreditem. Conheça 11 vilarejos e cidadezinhas que não podem faltar num roteiro na Suíça.

Ascona

Ascona é um pequeno vilarejo no coração do cantão de Ticino, no sul da Suíça. Às margens do Lago Maggiore, ao chegar nesta cidadezinha parece que estamos na Itália. As casas de pedra e as de cores amarelas, laranjas e avermelhadas em tom pastel dominam o horizonte do labirinto de ruas estreitas do centro histórico criando uma atmosfera única. Além de aproveitar este clima, o visitante pode fazer um cruzeiro para explorar ainda mais a região. Vale destacar que o vilarejo abriga importantes eventos musicais como o Festival Jazz Ascona e o Ascona Music Festival.

Grindelwald

Localizada aos pés da famosa montanha Eiger, Grindelwald é uma pitoresca vila alpina situada no cantão de Berna. O local é muito procurado no inverno e também por turistas que partem dali para visitar Jungfraujoch –  o “Topo da Europa”, a uma altitude de 3.454 metros, é o pico mais alto da Europa acessível por trem. Mas prepare o bolso, pois para subir ali não é nada barato. Só consegui conhecer Jungfraujoch após uma promoção de um supermercado local, então fique atento aos descontos. Além das atrações naturais, o vilarejo é encantador com chalés tradicionais, lojas de souvenirs, cafés, hotéis e restaurantes.

Gruyères

Este pequeno vilarejo medieval na região oeste da Suíça é internacionalmente conhecida pelo famoso queijo que leva o mesmo nome. Pertinho de Lausanne, na parte francesa da Suíça, a histórica Gruyères é magnífica e encantadora. No alto de uma colina suas ruas de pedra te guiam ao belo Castelo de Gruyères do século XIII, com suas imponentes fortificações. O local conta com uma diversidade de restaurantes acolhedores, muitas lojinhas com venda de queijo e é um dos mais lindos vilarejos na Europa que parecem ter saído de um conto de fadas.

Interlaken

Com este nome é claro que dá para saber que Interlaken fica entre lagos. Ali são dois, o Thun e o Brienz, com sua água verde esmeralda perfeita para um dia de cruzeiro. Já naveguei pelas águas do Brienz por duas vezes e a cada viagem há uma nova e bela descoberta. Já Thun, é lar de um dos 15 destinos secretos da Europa que valem a sua visita. Interlaken é perfeita para os amantes de atividades ao ar livre que pode ser em um dos lagos, nas montanhas que a rodeiam ou nos largos campos verdes no vale. A cidadezinha de 5 mil habitantes também pode ser ponto de partida para conhecer Grindelwald e Lauterbrunnen.

vilarejos conhecer suica

Interlaken, Suíça

Lauterbrunnen

Este com certeza é o vilarejo mais fotografado e instagramável da Suíça. Tenho certeza que você já viu alguma imagem de Lauterbrunnen em seu celular. Situado num vale dos Alpes Berneses, o local é famoso por seus paradões de pedra, paisagens de tirar o fôlego e cachoeiras que parecem desabar lá do céu. Você pode chegar lá de trem ou de carro. São pouco mais de 2 horas de trem desde Zurique. O lugar é encantador e vale a visita, mas é bom destacar que é bem pequeno. Já o visitei algumas vezes, principalmente para levar amigos e familiares até este vilarejo, o qual é parada obrigatória em uma viagem à Suíça.

Montreux

“Se você quer tranquilidade, venha para Montreux”, disse Freddie Mercury. O vocalista do Queen chegou a morar nesta cidadezinha e gravou lá o último álbum da banda, Made in Heaven. Para homenagear o habitante ilustre há uma estátua de bronze de Freddie Mercury no calçadão à beira do lago. Mas Montreux atrai muitos turistas que vão além dos fãs da banda de rock. Já estive no local por três vezes e amo passear pela promenade às margens do Lago Genebra. Montreux conta com diversas atrações que vão desde a bela arquitetura de suas construções, casino, Festival de Jazz, a incrível montanha de Rochers-de-Naye e o Château de Chillon, que inspirou os criadores da Pequena Sereia da Disney (1998) ao desenhar o castelo do príncipe Eric – um dos castelos imperdíveis na Europa.

Château de Chillon em Montreux

Murten

Murten ou Morat, depende do idioma. Murten é como os suíços da parte alemã falam, já Morat é em francês. Esta diferença de nomes não é exclusivo deste lindo vilarejo num país com quatro idiomas oficiais. Situada às margens do Lago Murten, a cidade é conhecida por sua história rica, arquitetura medieval bem preservada e belas paisagens. Falando da Idade Média esta é a principal atração de Murten, pois o seu centro antigo é murado e reserva belas ruazinhas e casas coloridas com fachadas de madeira.

Neuchâtel

Esta cidadezinha às margens do Lago Neuchâtel é encantadora. Desta lista é um dos locais mais populosos, mas por sua atmosfera acolhedora e ar interiorano achei que cabia colocá-la entre os vilarejos que não podem faltar numa visita à Suíça. Decidi isto, pois entre os diversos lugares que visitei no país, Neuchâtel foi um dos que mais me impressionaram. O seu centro histórico é repleto de ruas estreitas de paralelepípedos, edifícios coloridos e charmosas praças com suas incríveis fontes. No topo da colina fica uma das principais atrações, o Castelo de Neuchâtel oferece uma vista panorâmica da cidade e do lago, além de abrigar o Museu de História e Arte.

Schaffhausen

No nordeste da Suíça, bem na fronteira com a Alemanha à beira do Rio Reno fica a bela cidadezinha de Schaffhausen. Com suas ruas moldadas por paralelepípedos e casas de arquitetura bem tradicional, o charmoso centrinho guarda algumas das mais belas atrações, como o Munot, uma fortaleza medieval do século XVI, e Igreja de St. Johann, onde a torre do sino é uma das mais altas da Suíça. Mas a principal atração de Schaffhausen é a Cachoeira do Reno, uma das maiores quedas d’água da Europa com uma largura de 150 metros e altura de 23 metros. Só cuidado ao descer as escadarias úmidas e cheias de lodo ao lado da cachoeira… eu levei um belo tombo!

Saint Moritz

Em meio às montanhas a uma altitude de 1.800 metros acima do nível do mar, Saint Moritz é um daqueles destinos para ver e ser visto. Este vilarejo é um dos mais luxuosos da Suíça. A Via Serlas, a rua principal da região, é conhecida por ser um dos endereços de compras mais exclusivos do país. Ali você encontrará butiques de grife, lojas de luxo, joalherias, galerias de arte e restaurantes sofisticados. Entretanto, você não precisa ser milionário para desfrutar de todo o charme deste vilarejo. As belezas naturais e arquitetônicas de St Moritz valem a vista que pode ser tanto no inverno como no verão.

vilarejos na suíça

Saint Moritz, Suíça

Zermatt

Este pequeno vilarejo incrustado no meio dos Alpes só é acessível de trem. Os carros por ali são proibidos para preservar a essência deste que é um dos mais belos e charmosos destinos da Suíça. Zermatt está localizado a 1.620 metros de altitude e a 3 horas de trem de Zurique. O seu encantador centrinho abriga diversos restaurantes, lojas, cafés e hotéis. Tudo disponível para atender os milhares de visitantes que chegam ali todos os anos para apreciar a principal atração do local: o famoso Matterhorn – uma das montanhas mais icônicas e reconhecidas do mundo com 4.478 metros de altura.

Belo Matterhorn em Zermatt

Fazer uma lista de destinos é bem complicado, polêmico e, claro, o gosto pessoal se sobressai. Com certeza há outras cidadezinhas ou vilarejos que poderiam estar aqui. Se você já esteve na Suíça e gostaria de indicar algum lugar imperdível, deixe o seu comentário!