10 dicas úteis para turistas em Moscou

0
11
Se você está viajando para a capital russa pela primeira vez e pretende explorar a cidade, aqui estão alguns truques e dicas que tornarão a sua experiência ainda melhor.

1. Use o metrô e outros transportes públicos

Estação de metrô Komsomolskaya.

Moscou é famosa por seus engarrafamentos quilométricos. Se estiver preso no trânsito de Moscou, você pode ficar parado por até uma hora para andar míseros mil metros. Por isso, a melhor opção para o turista é utilizar metrô, ônibus, bondes e, no verão, alugar patinetes elétricos ou bicicletas.

Para alugar uma bicicleta, registe-se previamente no site Velobike. Nele encontrará um mapa de estacionamentos de bicicletas e outras informações úteis.

Estação de aluguel de bicicletas.

Os patinetes elétricos também podem ser alugadas por meio de três aplicativos. O ideal é se cadastrar em todos e escolher o que estiver mais próximo na hora: WhooshUrent ou Yandex Go. Os preços são semelhantes (cerca de US$ 0,10 por minuto mais uma taxa de desbloqueio de US$ 0,55).

Lembre-se de ter cuidado e seguir todas as regras de trânsito.

2. Adquira um cartão de transporte ‘Troika’

O Troika é válido até em terminais de bonde fluvial.

Se for utilizar transportes públicos, adquira um cartão único de transporte ‘Troika’, que pode ser recarregado em um terminal no metrô ou pelo aplicativo MosMetro. Com um cartão ‘Troika’ em mãos, você poderá utilizar seu saldo no metrô, no ônibus, em bondes, bem como nas linhas de trem de superfície — e poderá até sair da capital e ver alguns pontos turísticos interessantes nos arredores históricos. Veja como usar o metrô de Moscou.

3. Baixe um aplicativo oficial de táxi

Prefira táxi oficial a veículos ilegais e caronas.

Se ainda assim precisar pegar um táxi (por exemplo, à noite, quando o transporte público já parou de funcionar), é melhor baixar um aplicativo. Não recomendamos pedir carona ou usar os serviços de motoristas de táxi não oficiais que ficam em estações de trem ou aeroportos. Eles podem cobrar o triplo do preço e o serviço pode ser uma surpresa desagradável.

Você pode usar o aplicativo Yandex Go (o mesmo aplicativo com o qual você terá acesso aos patinetes elétricos), bem como Uber Russia (AppStore ou Google Play) ou City-Mobil. Na maioria dos apps é possível escolher o tipo de veículo e serviços adicionais, como cadeira para crianças e outros.

4. Planeje com antecedência como chegar dos aeroportos ao centro da cidade

O Aeroexpress é a maneira mais fácil de ir dos aeroportos ao centro da cidade.

Se o seu voo for noturno, provavelmente precisará pegar um táxi (atente-se à dica anterior!). Se chegar a um dos aeroportos de Moscou entre as 6h00 e as 23h00, também poderá utilizar o Aeroexpress (veja os horários e compre bilhetes on-line aqui), bem como trens ou ônibus regulares para o centro da cidade ou para uma estação conveniente conforme a sua hospedagem. E, do Aeroporto de Vnukovo, pode-se chegar até o centro da cidade usando metrô.

5. Compre todos os ingressos on-line com antecedência

Turistas na Galeria Tretiakov.

Para evitar filas na Galeria Tretiakov ou em outros museus, onde há sempre grande procura nas exposições temporárias, é melhor planejar a visita com antecedência. Os ingressos são vendidos por sessões a cada 30 ou 60 minutos. Além disso, ao comprar o ingresso on-line, terá a certeza de que o museu estará aberto naquele dia! Para visitá-los, reserve, pelo menos, uma ou duas horas (e no Kremlin de Moscou, por exemplo, você pode literalmente passar o dia inteiro explorando todos os seus museus e igrejas!).

Aliás, se pretende ir a um restaurante específico, também é melhor reservá-lo com antecedência por telefone ou pela internet. Não faltam opções de alimentação em Moscou, mas pode ser impossível entrar em alguns locais populares devido ao grande fluxo de clientes.

6. Reserve um hotel dentro do Anel de Jardins (ou bem perto do metrô)

O histórico Hotel Metropol.

Moscou é uma cidade enorme, portanto, se você pretende ver o maior número possível de pontos turísticos, é melhor se hospedar no centro. A noção de “centro” é bastante ampla, mas, em geral, pode-se acessar qualquer lugar dentro do Anel de Jardins (Sadovoye Koltso) de forma rápida e conveniente. Você pode encontrar hotéis de diferentes categorias de preços, mas, se quiser economizar ou ficar perto do parque VDNKh ou outros locais mais distantes do centro, é melhor escolher hotéis próximos ao metrô (por exemplo, há um complexo hoteleiro grande na estação Partizanskaya, além de ser perto da grande floresta e parque Izmailovski).

Leia mais sobre como reservar um hotel aqui e algumas dicas sobre qual local escolher dependendo da ocasião, aqui.

7. Passe em um centro turístico

Centro turístico em Moscou.

Se você não se preparou com antecedência para sua viagem e não planejou tudo, ainda dá tempo de pedir ajuda! Existem vários centros de informações turísticas em Moscou cujos funcionários falam inglês. Estes podem ser encontrados nos aeroportos de Vnukovo e Sheremetyevo, bem como no Parque Zariadie, no centro. Lá obtêm-se informações úteis sobre todos os pontos turísticos, parques e museus da capital, além de roteiros de viagem e formas inusitadas de explorar a cidade, como um passeio fluvial.

8. Escolha a melhor época para viajar

Seja verão ou Ano Novo, qualquer época é ótima em Moscou.

Moscou é linda em qualquer época do ano. Mas fica especialmente agradável no final de maio e início de junho — assim como durante todo o verão, se você não tiver problema com o calor de 40 graus. Recomendamos também o final de setembro, quando a cidade ganha as cores do outono. E, claro, do início de dezembro até o final de janeiro, quando toda Moscou está coberta de neve e decorada com iluminações de Ano Novo (na primeira semana de janeiro pode ficar bem lotada, pois todos os russos saem de férias coletivas).

9. Baixe Yandex Maps

App Yandex Maps mostra o trânsito, a situação do transporte público em tempo real e traça rotas.

Assim como a maioria das cidades brasileiras, Moscou foi se expandindo de forma espontânea, de modo que o centro não é tão organizado em quarteirões como Nova York ou São Petersburgo e, às vezes, pode ser um tanto confuso. Não é tão difícil se perder. É por isso que recomendamos baixar o aplicativo Yandex Maps (AppStore ou Google Play) com antecedência e talvez até pré-programar a rota que precisa, marcando os principais destinos: museus, restaurantes, pontos de transporte público, etc. e você também pode rastrear o transporte terrestre e ver quantos minutos faltam para o bonde chegar.

10. Agende uma semana para a sua viagem

Passar que seja um dia em Moscou já é ótimo, mas ficar uma semana proporciona uma viagem completa.

Uma semana não será suficiente para explorar Moscou por completo, mas é o bastante para visitar sem pressa o centro, os parques e as principais atrações mais distantes do burburinho. Desta forma, você também terá tempo livre para museus, passeios e quem sabe até uma peça de teatro ou um concerto. Ou, talvez, se o bolso permitir, fazer uma terapia de compras! Mas, caso tenha apenas 48 horas, aqui está nosso guia expresso para aproveitar Moscou.

https://br.rbth.com/viagem/88971-10-dicas-uteis-para-turistas-moscou