Turismo internacional cresceu 70% na Venezuela em 2023

0
198

Caracas (Prensa Latina) A chegada de turistas internacionais à Venezuela cresceu 70 por cento em 2023 em relação ao mesmo período do ano passado, o que representou a chegada de 1,2 milhão de visitantes ao país, informou hoje uma fonte oficial.

Para o próximo ano, a nação sul-americana pretende chegar a mais 300 mil viajantes e fechar com 1,5 milhões, revelou o ministro do sector, Alí ​​Padrón, em declarações à Venezolana de Televisión.

O responsável expressou que estes resultados significam um “importante recuperação”, apesar das circunstâncias adversas, dos grandes desafios e de ter saído da pandemia de Sars-Cov-2, que provocou a Covid-19.

Padrón destacou os esforços do governo nacional para promover o ramo do turismo, que foi definido pelo presidente Nicolás Maduro como a arma secreta da Venezuela, com o objetivo de deixar para trás a dependência do petróleo e a economia rentista.

Destacou as vantagens de ser um país mega diverso e multidestino, razão pela qual apelou à implementação de políticas que permitam oferecer turismo de qualidade.

O ministro reconheceu ainda que no ano que termina o turismo nacional também aumentou 34 por cento face a 2022 e destacou que nesta altura de festividades de Natal a ocupação ultrapassa os 80 por cento, tendência que se manterá até 15 de Janeiro.

Destacou que a República Bolivariana possui 73 rotas validadas pelo Ministério do Turismo em 19 dos 23 estados do país, mais o Distrito Capital, e trabalha para autorizar outras no estado de Yaracuy, no noroeste do país.

Padrón comentou que estes percursos contribuem para “gerar diferentes sinergias e dinâmicas” que envolvem a comunidade, “porque o nosso turismo inclui espaços mais vulneráveis, de mulheres e crianças”, disse.