Eventos de incentivo são mesmo surpreendentes?

0
179

A palestra realizada na Vila do Saber da 42ª ABAV – Expo Internacional de Turismo, na última sexta-feira, com o tema “Inspire-se nas estratégias de retenção de clientes para ampliar sua fonte de receita”, destacou os tipos de eventos de experiência inspiradores para criação de eventos de conteúdo e de negócios. Sob o comando de Toni Sando, presidente-executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB), o encontro também abordou opções de destinos para a realização destas ações.

Eventos de experiência, que envolvem incentivos, devem ser surpreendentes e gerar uma sensação indescritível, como, por exemplo, dirigir uma Ferrari. Em contrapartida, existem os eventos de conteúdo, como congressos, seminários, convenções e fóruns, e os de negócios, representados por feiras, salões, exposições e lançamentos. Neste momento da palestra, Sando questionou se, realmente, esses eventos são surpreendentes, comparados com os de experiência.

Segundo o palestrante, atualmente o desafio é realizar um evento dentro de um cenário em que há cada vez menos pessoas com tempo disponível. “Sete minutos é o tempo máximo de concentração dos participantes do evento. Se não tiver um tema impactante que chame atenção, o público já começa a olhar para o smartphone, por exemplo”, ressaltou Sando.

Com relação ao local ideal para realizar a ação, o executivo destacou dois deles: destinos encantadores, com visual paradisíaco, e destinos com alma, com uma atmosfera inspiradora. Na hora de escolher um deles, é necessário analisar a proposta do evento, para que o participante possa sair com a sensação de surpresa, compartilhando o ambiente e aproveitando toda a agenda programada. Já o evento espetáculo é por si só maior que o destino.

Para finalizar, o executivo destacou que o responsável pelo evento não pode ter surpresas durante o processo, precisa conhecer todos os detalhes da operação, desde a chegada até o retorno do visitante. “Receber o visitante em nossa cidade é igual receber alguém em nossa casa. É importante sempre darmos as dicas para que ele chegue bem ao local”, concluiu.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here