Iguassu CVB foi ao Canadá promover o ISRM 2019

0
161

Representante do Destino Iguaçu esteve no Canadá para a promoção do ISRM – Congress of the International Society for Rock Mechanics (Congresso da Sociedade Internacional de Mecânica das Rochas), que irá acontecer em Foz do Iguaçu em 2019. Será a 14ª edição do evento e deverá trazer à cidade mais de mil pessoas, quando será realizado pela primeira vez em solo latino americano.

Para promover o evento que acontecerá na Terra das Cataratas, o Iguassu Convention & Visitors Bureau – ICVB enviou a Montreal, Patricia Marafigo, coordenadora de Eventos, para participar do ISRM, que aconteceu de 10 a 13 de maio. Na edição canadense, distribuímos brindes e informações como convite para que os congressistas venham ao Destino Iguaçu. Também será no Canadá a posse do Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas como organizador do evento no Brasil.

Com data marcada para acontecer de 20 a 25 de setembro de 2019, o XIV ISRM deverá gerar um impacto econômico de aproximadamente R$2.400.000 – valor que leva em conta a estimativa de gasto médio diário do turista de eventos no Brasil com hospedagem, alimentação e serviços.

O ISRM é um dos exemplos mais contundentes da importância e o empenho necessário em uma captação. Para trazer o evento para a cidade paranaense, o processo de captação teve início em 2012. Em agosto daquele ano, grupos da Sociedade Internacional de Mecânica das Rochas (ISRM) se reuniram em San Jose – Costa Rica, e decidiram apresentar candidatura para sediar o congresso mundial da entidade no Brasil. Argentina e Paraguai se uniram para a candidatura dos três países e Foz do Iguaçu, cidade de fronteira das três nações, foi escolhida como símbolo de unidade e integração da região e por contar com uma ampla e qualificada infraestrutura para eventos internacionais.

Já em setembro de 2013, o Iguassu Convention & Visitors Bureau – ICVB e a Acqua Consultoria/ MCI Brasil, empresa organizadora do evento, estiveram envolvidos no processo. A primeira etapa aconteceu em Wroclaw, na Polônia. A candidatura contou com a defesa e o forte trabalho do Professor Dr. Sergio Fontoura, Presidente do Comitê Brasileiro de Mecânica das Rochas – CBMR, em conjunto com a Sociedad Argentina de Ingeniería Geotécnica e a Sociedad Paraguaya de Geotecnia.

A definição oficial só aconteceu em 2014. Com apoio de sociedades de diversos países da América Latina, inclusive a do México, o Brasil foi confirmado como sede. Ao final do processo, Foz do Iguaçu concorria com a cidade de Agra, na Índia, onde está localizado o Taj Mahal, e em Sapporo, no Japão, em apresentação final ao comitê que decide a sede do evento em voto fechado, a cidade brasileira foi escolhida com 68% dos votos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here