Governo Federal autoriza empresa a construir e operar “trem-bala” entre São Paulo e Rio de Janeiro

0
456

Melhores Destinos- Será que agora sai? O Governo Federal, por meio da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), aprovou o projeto que permite a construção e operação de trem de alta velocidade entre São Paulo e Rio de Janeiro. O projeto, orçado em mais de R$ 50 bilhões, seria executado com recursos privados e não tem relação com a proposta anterior do governo, que previa a construção do trem para a Copa do Mundo de 2014 e não saiu do papel.

Dessa vez, o projeto seria executado por meio de uma concessão do governo à empresa TAV Brasil, que recebeu a autorização ferroviária para construir e explorar uma estrada de ferro entre os municípios, por um prazo de 99 anos.

A empresa TAV Brasil informou à ANTT que pretende iniciar as operações com o trem de alta velocidade em junho de 2032. Conforme o cronograma apresentado, os estudos e projetos deverão ser finalizados até dezembro de 2024, e as desapropriações até dezembro de 2025.

Trem de alta velocidade na Europa

O trem proposto poderá atingir a velocidade de 350 km/h, permitindo ligar o Rio e SP em 1h30. Inclusive, já existe um mapa ferroviário da região a ser explorada em análise, que sugere duas paradas no trajeto: em São José dos Campos (SP) e Volta Redonda (RJ). Veja na imagem abaixo.

Mapa Ferroviário entre Rio de Janeiro e São Paulo

Conforme o documento oficial, inicialmente, a TAV Brasil protocolou um requerimento para poder construir e explorar a estrada de ferro com extensão estimada em 380 km, para o transporte de passageiros. Entretanto, há expectativas para o projeto ser ainda maior.

“Posteriormente, poderá haver a criação de novas estações, a partir e de acordo entre as prefeituras dos municípios que serão conectados pelo TAV”, menciona o trecho do documento.

Com essa ideia, dá até para imaginar mais cidades sendo conectadas e facilitando a vida do viajante, como já ocorre em vários destinos internacionais.

Vai sair do papel?

Apesar da boa notícia, é preciso ter calma, pois há muitas questões envolvidas. Na prática, até o momento, foi autorizado apenas um contrato de concessão para a empresa TAV Brasil poder construir e operar uma estrada de ferro entre São Paulo e Rio de Janeiro.

Ou seja, a decisão da ANTT não garante a implantação do chamado “trem-bala”, o qual já foi motivo de promessas anos atrás. Além disso, a empresa não detalhou de onde virão os recursos para que o projeto seja implantado nem o prazo.

Leia mais detalhes do projeto em questão no site da ANTT.