Viaje de trem para Morretes!

0
267

Visitar a pequena cidade de Morretes (PR) é o tipo de passeio que já vale pelo caminho. Para chegar aqui, a travessia é pela Serra do Mar, na área mais bem preservada da Mata Atlântica do país. De trem ou de carro, pela Estrada da Graciosa, há vistas impressionantes de penhascos, quedas d’água, picos e até uma represa, em meio a muito verde.

O trem da Serra do Mar paranaense sai diariamente de Curitiba até Morretes. São 3h30 de viagem, em média, num percurso de 110 km por uma ferrovia datada de 1885. O trajeto passa por túneis e pontes, que por vezes dão a sensação de se estar suspenso no céu. Há várias classes de conforto: econômica, turística e executiva, durante a semana, e litorina – uma opção luxuosa com camarote -, nos finais de semana.

Quem opta por seguir de pela Estrada da Graciosa (PR-410) também não se decepciona. A pista histórica, datada de 1873, tem pouco mais de 30 km, sendo 8 km de paralelepípedos. O percurso é de curvas sinuosas pela serra e há pontos de paradas em mirantes para avistar as paisagens na mata fechada.

Túnel Carlos Renato Fernandes
Túnel Carlos Renato Fernandes

Em Morretes, as atrações são históricas, gastronômicas e ecológicas. Passear pelo centrinho em meio ao casario colonial bem-conservado, conhecer as lojinhas de artesanato e antiquários, experimentar as cachaças locais ou descansar nos bancos das praças contemplando a paisagem do rio Nhundiaquara são algumas opções agradáveis para quem só tem uma tarde para curtir a cidade. E, obviamente, não se pode deixar de experimentar o famoso barreado, prato típico local feito de carne ensopada, farinha e banana.

Barreado, famoso prato local
Barreado, famoso prato local

Um dos mais saborosos é o preparado no Armazém Romanus, cuja receita familiar data de mais de 100 anos. Feita do modo tradicional, a carne é cozida na panela de barro, vedada com goma de farinha de mandioca, e leva dois dias para ficar pronta. Outros restaurantes à beira-rio também servem o prato típico, como os tradicionais Nhundiaquara, Madalozo, além do jovem My House.

Desfrute as trilhas e a praia

A cidade também tem investido no ecoturismo nos últimos anos. Quem vem para passar um dia inteiro ou mais pode curtir passeios de rafting, boia-cross, fazer trilhas pela Serra do Mar que levam a cachoeiras e ao Parque Estadual Pico do Marumbi.

Outra opção é conhecer a vizinha Antonina, a apenas 15 km de Morretes. Irrigada por um braço de mar, a cidade fica numa baía com praias calmas. Passeios de barco levam a ilhas e a sítios arqueológicos. Sede da tradicional fábrica de balas de banana Antonina, uma iguaria local, a cidade também preserva casario histórico e belas paisagens.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here