Conheça Nova York

0
203

É lá onde tudo acontece. Nova York não dorme e o movimento constante é o que a torna tão especial. Cercada de água, o verde do Central Park mistura-se aos seus prédios antigos e elegantes e aos arranha-céus modernos e visionários. Tem cultura, história, entretenimento e respira o sucesso. Existe uma grande chance de que, ao sentar-se em um café, a mesa ao lado esteja fechando um negócio milionário que mudará a sua vida e você nem esteja sabendo.

O seu skyline é inconfundível, os seus restaurantes são os melhores do mundo e há uma gama imensa de opções de lazer e compras, claro. Nova York é inigualável, não há outra cidade no mundo que ofereça aos seus visitantes o mesmo tipo de experiência. Afinal de contas, é lá onde tudo acontece.

7ee754ba9ae38c85dcc9b52ef1d80af8_large

Nova York é dividida em 5 boroughs (distritos): Manhattan, Bronx, Queens, Brooklyn e Staten Island. Os boroughs, por sua vez, estão subdivididos em bairros.

Manhattan é uma ilha, onde fica a maioria das atrações turísticas, além de ser o centro financeiro da cidade. É muito fácil se localizar em Manhattan. Downtown, refere-se à parte sul da ilha, Midtown refere-se à parte central e Uptown, à parte norte. Em Downtown fica o centro financeiro, e lá as ruas tem nomes e não há avenidas. A partir da Houston Street as ruas recebem números e as avenidas, perpendiculares às ruas, também (em sua maioria). Quanto menor o número, mais ao leste fica a avenida. A Broadway quebra a ortogonalidade do urbanismo de Manhattan e corta a ilha em diagonal. Em Midtown fica a Times Square e a parte mais chique da 5a avenida. Em Uptown fica o Central Park, as elegantes áreas residenciais de Upper West Side e Upper East Side e o Harlem, um bairro com uma antiga fama de ser perigoso, mas que tem mudado muito nos últimos tempos.

A 5a avenida separa o lado leste do oeste das ruas e os endereços à leste dela recebem a letra “E” (de East) e os que ficam à oeste dela recebem a letra “W” (de West). Por exemplo, a 34th Street pode ter dois edifícios no número 205, mas um fica no lado leste da rua (205 E, 34th Street) e outro fica no lado oeste (205 W, 34th Street), e eles podem estar a quarteirões de distância!
Os bairros de Manhattan:

Chinatown

Habitado por muitos imigrantes chineses, o bairro conserva muito da cultura de seus habitantes. Há muitos restaurantes chineses e lojas que vendem de tudo. Muitas pessoas passam lá para comprar bolsas que imitam modelos de marcas caras e famosas.

SoHo

O nome é uma abreviação de South of Houston, por estar ao sul da Houston Street. O bairro é charmoso e descolado e muitos artistas moram em seus lofts.

TriBeCa

Abreviação de Triangle Below Canal (triângulo abaixo da rua Canal), TriBeCa começou a ganhar notoriedade quando os preços dos imóveis do SoHo começaram a subir e muitas pessoas viram no bairro uma alternativa mais barata e com muitas de suas vantagens. Tem muitos restaurantes e inúmeras galerias de arte.

Little Italy

Localizada ao norte de Chinatown, a pequena região mantém preservada a cultura italiana e oferece muitos mercados e restaurantes dedicados à culinária da Itália.

Lower East Side

O bairro é uma mistura de culturas. Conserva a história de seus imigrantes judeus, latinos e asiáticos e hoje em dia é uma região bastante requisitada por jovens, principalmente devido às ótimas opções de bares e restaurantes que ela oferece.

West Village

O West Village é um bairro descontraído e extremamente charmoso, com muitas opções de bares, restaurantes e confeitarias. Ao norte fica o Meatpacking District, uma região movimentada e festeira, que faz jus ao título dado à Nova York de “cidade que nunca dorme”.

Greenwich Village

Charmoso e aconchegante, o bairro é moradia de diversos artistas e é frequentado por estudantes (pois lá fica NYU) e turistas. Suas pequenas lojas, padarias e confeitarias são intimistas e fazem todo mundo se sentir em casa.

East Village

Descolado e boêmio, o bairro oferece diversas opções de bares e livrarias e é frequentado por jovens alternativos e estilosos.

Gramercy Park

Gramercy Park é um bairro tranquilo e elegante. Bastante arborizado, tem um parque privado ao qual tem acesso apenas os moradores da área.

Flatiron District

Nele ficam o icônico Flatiron Building e o Madison Square Park. O bairro é agradável e tem um ritmo mais tranquilo.

Chelsea

O Chelsea é um bairro residencial, lar de muitas galerias de arte. O lado oeste do bairro é atraente e boêmio, enquanto o lado leste é apático e sem graça.

Garment District

Também conhecido como Fashion District, o bairro é importante na indústria da moda. Tem diversos showrooms de marcas famosas e concentra lojas e ateliês de designers. Algumas ruas, no entanto, podem parecer sórdidas e nada atraentes.

Murray Hill

O bairro conserva muitas de suas construções históricas, tem uma localização conveniente perto de áreas movimentadas como a Times Square e, mesmo com algumas opções de entretenimento, consegue manter certa tranquilidade.

Hell’s Kitchen

A região já foi lar dos pobres. Era uma área suja e malcuidada, mas sua situação tem mudado ultimamente. Devido à sua localização próxima à Times Square, seus imóveis valorizaram muito e o bairro tem passado por um período de renovação.

Midtown West

Midtown West é agitada 24 horas por dia e é a principal zona turística da cidade. Lá fica a Time Square com seus famosos painéis iluminados. Com grande concentração de hotéis e restaurantes é o local escolhido pela maioria dos turistas para se hospedar.

Midtown East

Lar de boutiques e restaurantes refinados, é um dos principais centros de compras de Nova York. Durante o dia funcionam endereços de muitos escritórios de Nova York e a noite é tranquila e silenciosa.

Upper East Side

Residência dos ricos e famosos, é no Upper East Side que fica tudo o que há de mais clássico e elegante: museus, cafés e boutiques. É o bairro ideal para quem deseja tranquilidade e exclusividade.

Upper West Side

O Upper West Side é um bairro chique, mas informal, lar de ricos que encontraram nele uma alternativa menos opulenta ao Upper East Side. À noite o bairro é calmo e silencioso.

Quando ir a Nova York

Nova York é um destino para se visitar o ano inteiro. Cada estação tem seu charme e oferece uma experiência diferente aos seus visitantes. O inverno e o verão são extremos. No inverno, de dezembro a fevereiro, as temperaturas são constantemente negativas, mas a neve e as luzes das festas de final de ano trazem encanto especial à cidade. Em fevereiro os preços dos hotéis caem significativamente, portanto para quem procura economia e não se importa com o frio, é o período ideal para visitar a cidade. No verão, de junho a agosto, o calor é intenso e, para alguns, beira o insuportável. No entanto, é o período em que os nova-iorquinos saem às ruas, as feiras e festivais colorem o ambiente e o Central Park lota como se fosse uma praia. A primavera e o outono tem temperaturas mais amenas. Na primavera, de março a maio, as flores começam a nascer e trazem cores à cidade. No outono, de setembro a novembro, as folhas caem e dão um charme especial ao local. Há um período antes delas caírem completamente, geralmente em outubro, que elas secam e recebem uma coloração dourada e avermelhada, as cores do outono. Para muitos, essa é a época mais bonita da cidade e, por isso, é também a mais cara (juntamente com o período do Natal).

Fonte: Planeta Ótimo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here