Apesar do bloqueio dos EUA, Cuba espera receber cinco milhões de turistas em 2020

0
500

Havana, (Prensa Latina) Cerca de 4,5 milhões de turistas visitarão Cuba em 2020, cerca de 200 mil a mais do que em 2019, informou nesta terça (17/12) o ministro da Economia, Alejandro Gil.

No próximo ano também vamos aumentar as receitas neste sector e acrescentar 4.000 novas capacidades hoteleiras à infra-estrutura nacional, anunciou o funcionário quando falou na Comissão de Assuntos Económicos do Parlamento cubano.

Nas últimas duas décadas, a chamada indústria sem chaminés tornou-se a locomotiva econômica da ilha.

Gil observou que, em 2019, o país não conseguiu atingir a meta de cinco milhões de visitantes por causa das medidas punitivas adotadas pelo governo dos EUA, que incluíram a proibição de navios de cruzeiro e a limitação de vôos para a maior das Antilhas.

Em 2020, as exportações do país crescerão 3,7%, uma cifra positiva, mas ainda insuficiente para elevar os níveis de crescimento que exigimos, disse ele.

Nesse sentido, indicou que entre os principais itens exportáveis estarão níquel, tabaco, rum, carvão, açúcar e telecomunicações.

Como prioridades da economia nacional para 2020, ele disse que a cadeia produtiva, agregando valor agregado aos produtos, além de aumentar os níveis e os itens exportáveis.

Gil disse que a economia cubana crescerá ligeiramente este ano, apesar do aperto do bloqueio americano e de outros fatores externos adversos.

Fazendo um balanço dos últimos 12 meses, ele indicou que era um período marcado por um cenário complexo, devido à incerteza econômica mundial e às novas medidas adotadas por Washington contra o país.

 

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here