Cuba continuará sendo destino de turismo de paz

0
79

«Cuba continuará sendo destino de turismo de paz», ratificou o membro do Bureau Político do Partido e primeiro-ministro da República, Manuel Marrero Cruz, na cerimônia de reinício oficial das operações turísticas para o mercado nacional e estrangeiro e a reabertura de fronteiras para visitantes internacionais.

Junto com o membro do secretariado do Comitê Central do Partido Comunista e chefe do Departamento Produtivo de Bens e Serviços, Félix Duarte Ortega, o primeiro-ministro deslocou-se ao Hotel Nacional de Cuba, onde se reuniram para dar início à indústria do lazer na «era da nova normalidde», trabalhadores e gestores do setor, e executivos das cadeias hoteleiras internacionais que operam na Ilha.

Juan Carlos García Granda, titular do ministério do Turismo (Mintur), informou que 100% das instalações do setor são certificadas com o selo de Turismo mais higiênico e seguro.

Photo: Estudio Revolución

Referiu-se também ao estrito cumprimento das medidas higiênico-sanitárias, que serão mantidas em todos os pontos de entrada no país, e à permanência em todos os momentos da vigilância epidemiológica por pessoal especializado.

Lembrou que para o próximo dia 15 de novembro, reinício das operações turísticas, está prevista a chegada de mais de 20 aeronaves ao aeroporto internacional José Martí. «Ao final do dia serão mais de 60 chegadas de voos aos diferentes terminais aéreos do país», disse, lembrando que «este será um processo gradual, de crescimento contínuo, que até ao final do ano deverá representar mais de 400 voos semanais».

García Granda ratificou a celebração da 4ª Cúpula Ibero-americana de Turismo Acessível, entre 15 e 17 de dezembro, no icônico Hotel Nacional de Cuba, que contará com a presença de prestadores de serviços, órgãos públicos, universidades, usuários e demais atores do setor.

Photo: Estudio Revolución

Em nome do empresariado nacional do setor, Carlos Miguel Latuff Carmenate, presidente do grupo de turismo Gaviota, referiu-se às transformações e melhoramentos empreendidos nas instalações hoteleiras e não hoteleiras e nas infraestruturas turísticas, com o protagonismo dos trabalhadores no setor, bem como de outras entidades estatais e não estatais.

Abordou a formação desenvolvida no período e para o reinício das operações turísticas, a vigilância epidemiológica que se desenvolverá e a vacinação anti-Covid-19, com vacinas cubanas, de trabalhadores que trabalham em todos os destinos e empresas do setor.

Em sinal de revitalização da atividade, anunciou a celebração, entre os dias 7 e 12 de dezembro, em Cayo Santamaría, nos Jardines del Rey, da 3ª edição do Intercâmbio Turístico Gaviota Destinos 2021 destinada a acolher operadores turísticos, agentes de viagens, retalhistas e hoteleiros, e já confirmaram a presença de mais de 600 agentes turísticos.

Photo: Estudio Revolución

Víctor Lemay, secretário-geral do Sindicato Nacional de Hotelaria e Turismo, denunciou a intensificação do bloqueio econômico, comercial e financeiro do Governo dos Estados Unidos contra o povo cubano e reiterou a condenação dos trabalhadores do setor aos ataques contra a Revolução Cubana.

Apelou a um maior esforço e ao enfrentamento destas agressões aumentando as receitas da exportação de serviços turísticos e elevando a sua qualidade, que deve estar — frisou — «ao nível da hospitalidade do povo cubano».

Numa saudação aos presentes na cerimónia oficial de reabertura ao turismo nacional e internacional, o primeiro-ministro, Manuel Marrero Cruz, reconheceu o trabalho dos trabalhadores do setor para reabrir asuas instalações em melhores condições, de forma a oferecer um serviço de maior qualidade, mais amplo e diversificado.

Marrero Cruz agradeceu, sobretudo — disse — «ao povo cubano, que é — segundo as pesquisas sempre indicam — o principal hospedeiro e principal motor de satisfação do turismo internacional, por sua cultura e hospitalidade».

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here