Chapada Diamantina: Presidente da associação de turismo lamenta condição precária da estrada do Vale do Capão

0
176

A estrada do local, que é turístico, é alvo de queixas por parte de moradores, inclusive comerciantes, e turistas.

Jornal da Chapada – O presidente da Associação Comercial de Turismo Sustentável de Caeté-Açú, Emmanuel Requião, lamentou a condição precária da estrada de acesso ao povoado do Vale do Capão, em Palmeiras, na Chapada Diamantina. A estrada do local, que é turístico, é alvo de queixas por parte de moradores, inclusive comerciantes, e turistas.

Segundo Requião, o cenário é acentuado pelo desamparo do poder público. “Isso afasta o turismo, afasta as pessoas. As pessoas ficam preocupadas. Hoje, alguns clientes já me telefonaram perguntando sobre a condição da estrada, sobre os seus carros, e alguns realmente desistem”, lamentou.

Há uma grande discussão entre o desejo de estrada asfaltada, visto que os mais conservadores temem o aumento da exploração turística e consequentemente, dano ao meio-ambiente. No entanto, uma reunião realizada em setembro do ano passado estabeleceu que a estrada terá pavimentação mista. Com isso, serão 22km de pavimentação e 11 km desses, devem ser de concreto. No entanto, ainda nada foi feito.

“O abandono que nós estamos sofrendo aqui pelo governo municipal e pelo governo estadual é notório. […] O governo do estado prometeu que faria uma estrada, até agora não começou. O governo municipal abandonou completamente o Vale do Capão, talvez na esperança dessa estrada. Nós estamos realmente numa situação muito difícil”, completou o presidente da associação.

Condições da estrada
Os motoristas relatam que o trecho da estrada apresenta grande dificuldade para transitar no local, em razão dos buracos, poças de água e as famosas ‘costelas de vaca’, visto que o solo não pavimentado tem uma baixa resistência mecânica.

As más condições da estrada, além de impactarem na ida de turistas aos atrativos, afetam, consequentemente, a renda local, visto que é uma localidade turística, que gera emprego e renda ao município. O Vale do Capão chega a ter uma das maiores rendas per capitas de Palmeiras.

Busca por manutenção
Segundo moradores, é de conhecimento de todos o projeto sobre a decisão da estrada mista, contudo, a cobrança é em relação a manutenção da estrada, como a realização de cascalhamento, o uso de patrol, construção de valas para facilitar no escoamento da água e outras ações.

A solicitação já foi feita à prefeitura, administrada por Ricardo Guimarães (PSD). No entanto, os motoristas afirmam, ao Jornal da Chapada, que a gestão responde que a máquina patrol está quebrada e não informa sobre previsão de conserto do equipamento ou sobre possíveis melhorias na estrada.

A comunidade, inclusive, alega que a falta de atenção ao local se deve ao fato de o gestor ter perdido nas urnas na localidade do Capão nas eleições de 2020. O Jornal da Chapada procurou a assessoria de comunicação da gestão, que preferiu se esquivar do assunto e questionar o fato da publicação não favorecer à prefeitura. Jornal da Chapada com informações de texto do Metro1.

Leia também

#Chapada: Período de verão movimenta turismo do Vale do Capão e condutores sofrem com condições da estrada

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here